Publicado em

Saiba como fazer a Invernação da sua Piscina

Faça a invernação da sua piscina com a nossa ajuda!

Sabia que para ter a piscina pronta a utilizar no Verão, é importante manter os cuidados nos meses frios? A má conservação da água no Inverno pode danificar utilidade da água, danificar a bomba, as tubagens ou o revestimento.

A invernação da piscina é uma forma de reduzir os custos e o trabalho na altura de voltar a utilizar a piscina. A invernação realiza-se logo que a estação dos banhos termina e a temperatura da piscina desce aos 12 ºC. É a partir desta temperatura que os micro-organismos deixam de se desenvolver na piscina. Para invernar a piscina será necessário uma limpeza profunda da mesma de modo a remover toda a sujidade. Com a remoção da sujidade, evita-se a procriação de bactérias de algas que tornam a água inutilizável. Os níveis devem estar estabilizados. Deve ser aplicada uma quantidade suficiente para o tratamento de choque e também uma grande quantidade de algicida. A invernação corresponde a um funcionamento lento da piscina. Deste modo a filtração funciona em marcha lenta todos os dias durante, pelo menos, 2 horas.

Em alternativa existem os produtos de invernação, estes impedem o desenvolvimento das algas e das bactérias na piscina durante o Inverno. Além disso, previnem os depósitos de calcário nas paredes. O produto de invernação tem uma ação de longa duração e permite estabilizar a água durante todo o inverno. Por isso, facilita em grande medida o recomeço do funcionamento da piscina na primavera.

Um complemento à invernação da piscina são as coberturas. Existem coberturas de inverno que possuem uma maior resistência ao clima frio e a sua utilização é importante para evitar o depósito de lixo na piscina.

Durante a invernação da piscina, é importante verificar com frequência, o estado do nível de água, a cobertura, a tubagem e os parâmetros da água.

Cumpridas estas tarefas, resta-lhe agasalhar-se para o frio que se avizinha e, sobretudo, não esquecer a piscina até à Primavera!

Publicado em

Os alarmes de piscina são fiáveis?

Os alarmes de piscina analisam permanentemente as ondas da piscina, 24h por dia, 7 dias por semana. Se uma criança ou um animal de estimação cair na piscina, o sensor é ativado com as ondas criadas pela queda e demora 5 segundos a acionar a sirene. Esses 5 segundos são mais que importantes para o salvamento de uma criança ou animal, por isso, recomendamos expressamente a vigilância permanente de um adulto.

NUNCA deixe as crianças sozinhas, perto ou dentro da piscina.

O que recomendamos para lhe proporcionar segurança, nestes casos, é a instalação de uma vedação (rede, acrílico ou vidro) ou de uma cobertura (lona, lâminas, elevada). Ambas são certamente mais seguras que os alarmes de piscina, mas não dispensam a vigilância de um adulto.